Porque temos soluços e como podemos pará-los?

Cientista, de certeza que já tiveste um ataque de soluços e sabes o quanto é difícil pará-los! Hoje vamos ensinar-te como é que surgem os soluços e como pará-los. Curioso? Então continua a ler!  

Porque temos soluços?

Os soluços são espasmos ou contrações involuntárias do diafragma. Todo este processo inicia-se no diafragma e nos músculos intercostais que auxiliam a respiração, que quando se contraem de forma involuntária e intermitente, a glote – zona onde se encontram as cordas vocais – se fecham de forma repentina, fazendo com que  a passagem momentânea de ar para os pulmões seja bloqueada. Em simultâneo, o diafragma tenta forçar a inalação de ar, porém a boca e a garganta fazem todos os possíveis para impedir a sua entrada, fazendo com que a pessoa inspire de forma rápida e curta, produzindo aquele som tão característico e familiar que conhecemos como soluço.

Os soluços aparecem sem aviso, são irritantes, barulhentos e incómodos, não é Cientista? Ainda bem que estes fenómenos são de curta duração!

Como pará-los?

De certeza, que já ouviste “bebe um copo de água, sem respirar e de uma só vez” ou ”vou-te pregar um susto e vais ver que passam”. Apesar de existirem inúmeras dicas para tentar pôr fim os soluços, a verdade é que não há nenhum remédio para os parar.

Para conseguir parar os soluços é necessário conseguir interromper, de forma momentânea, o ciclo respiratório, sustendo a respiração até que o seu ritmo volte ao normal. Desta maneira conseguimos parar de soluçar! Existem outras formas de o conseguir, por exemplo, se respirarmos para dentro de um saco de papel, uma vez que esta acção permite aumentar a concentração de dióxido de carbono no sangue e, assim, eliminar os soluços.

Dicas para fazer parar os soluços:

  •  Fazer cócegas no céu da boca
  • Suspender a respiração por uns segundos
  • Beber um copo de água

 

Science4you

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *