Mulheres na Ciência – Algumas das cientistas mais inspiradoras

De acordo com a UNESCO hoje em dia cerca de 30% dos investigadores de todo o mundo são mulheres. Este número engloba as áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Apesar da discrepância entre géneros, a ciência está repleta de figuras femininas inspiradoras e fundamentais para a evolução do conhecimento.

 

Vamos dar-te a conhecer algumas delas!

 

 

Katherine G. Johnson – Matemática (1918)

Katherine G. Johnson é uma inspiradora matemática norte-americana.

 

Apesar de ter sofrido com a discriminação racial e de género, que na época se vivia nos Estados Unidos, Katherine tornou-se uma mulher bem sucedida.

Em 1953 começou a trabalhar na NASA, onde juntamente com outras mulheres, exercia a função de “máquina de calcular humana”. A sua capacidade e conhecimentos na área da geometria analítica não passaram despercebidos e em 1969 tornou-se parte da equipa da missão Apolo 11 (a primeira aterragem do Homem na Lua).

Aos 99 anos, Katherine foi homenageada pela NASA com a construção de um centro de pesquisa com o seu nome.

 

 

Dorothy Crowfoot Hodgkin – Bioquímica (1910-1994)

 

Dorothy Hodgkin foi uma importante bioquímica britânica e uma das 5 mulheres que até hoje venceram o Nobel da Química.

 

O aclamado prémio foi-lhe atribuído pela incrível descoberta de uma técnica de raio-X que permite revelar a estrutura das moléculas. Tal como quando fazes um raio-X e consegues ver os ossos do teu corpo, a descoberta de Dorothy permite ver o esqueleto das moléculas.

A cientista dedicou 35 anos da sua vida a estudar a estrutura da insulina, uma das moléculas mais complexas. Os anos que se seguiram foram passados a viajar pelo mundo, com a missão de dar a conhecer a importância da insulina na diabetes.

 

 

Jane Goodall (1934)

Jane Goodall

Jane Goodall é a mais famosa primatóloga da atualidade. A britânica dedicou-se a estudar aprofundadamente o comportamento e as interações sociais dos chimpanzés.

Durante mais de 50 anos, investigou 3 gerações destes fascinantes animais de perto, numa Reserva Natural na Tanzânia. Além do seu estudo, Jane dedicou-se a lutar pela preservação e proteção desta espécie, cuja existência está ameaçada em vários países.

A mensagem de alerta para uma maior consciência ambiental que difunde, fez com que recebesse inúmeros prémios internacionais.

Jane é verdadeiramente uma inspiração não só para as mulheres, mas para todos nós que somos responsáveis por preservar a natureza e o mundo em que vivemos.

 

 

Elvira Fortunato (atualidade)

Elvira Fortunato

 

Elvira Fortunato é uma inovadora engenheira de materiais portuguesa, responsável por revolucionar a área da eletrónica de papel. Em conjunto com o cientista Rodrigo Martins, desenvolveu o primeiro transístor de papel – uma espécie de”papel inteligente” e interativo. Imagina uma folha de papel transformada num ecrã táctil, como temos nos tablets ou smartphones.   

A cientista já recebeu vários prémios nacionais e internacionais, inclusive foi a primeira  portuguesa a receber uma medalha Blaise Pascal, atribuída pela Academia Europeia de Ciências.

Para além de ser uma inspiração para todas as mulheres, a cientista Elvira é também um orgulho nacional e uma motivação para todos nós.

 

 

 

 

Cientista, se quiseres saber mais sobre outros cientistas importantes, lê estes artigos no nosso blog:  

Marie Curie – A Mulher que Mudou a Ciência

Pela igualdade de géneros: Mulheres na Ciência

 

 

Science4you

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *