Acordaste a meio da noite a achar que era o fim do mundo? Calma, está tudo bem!

trovoada - 25maio

Na madrugada de quinta-feira, 25 de Maio, um grande estrondo acordou e assustou muitas pessoas de norte a sul do País…  Foi uma valente trovoada! Acordou-te também a ti, cientista?

Mas afinal o que é que se passou? 

 

Calma, cientista! Foi apenas um episódio de trovoada, com fortes descargas eléctricas! Sabias que são essas descargas que originam o barulho dos trovões? Aquele barulho assustador que nos fez acordar e pensar que o mundo ia acabar…

No entanto, não há motivo para alarme! Estas instabilidades atmosféricas são muito comuns na Primavera, devido a uma massa de ar instável…

 

Trovoada? Mas afinal como se forma este fenómeno?

Vamos explicar-te tudo!

Em primeiro lugar, para uma trovoada se formar, é necessário que exista uma elevação de ar húmido numa atmosfera instável.

Mas o que significa uma atmosfera instável? Hum… A atmosfera fica instável quando as condições são tais que uma simples bolha de ar quente em ascensão consegue subir, se continuar mais quente que o ar ambiente.

No caso dessa elevação do ar ser suficientemente forte, o ar arrefece até temperaturas abaixo do ponto de orvalho e condensa, libertando uma onda de calor latente que promove a elevação do ar, originando a tão temida tempestade!

 

 

Curiosidades sobre trovoadas

Agora que já percebes como se formam as trovoadas, vamos às curiosidades que preparámos só para ti, cientista!

Sabias que…

  • O comprimento de um raio pode variar entre 0,1 e 20 km e a sua velocidade é capaz de atingir 40.000 km/s?
  • Um raio pode ter uma corrente eléctrica superior a 100Kamp?
  • As cores dos raios variam? Sim! E estão associados à composição da atmosfera onde ele ocorre!
  • Quando os raios são vermelhos, indicam a presença de precipitação na atmosfera?
  • Se forem azuis, indicam a presença de gelo;
  • Se forem brancos são um sinal de ar muito seco;
  • Se os raios forem amarelos, existem muitas poeiras na atmosfera!

 

Com a Science4you, podes aprender muito mais sobre a Ciência do Tempo e vários tipos de fenómenos!

 

 

';

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *